Mãe que trabalha fora: 5 dicas práticas para otimizar o tempo

Author:

Ser uma mãe que trabalha fora pode causar muitas inseguranças na mulher. Muitas mães chegam até a se questionar se amam menos o filho ao tomar essa decisão.

Com o tempo livre reduzido,é importante saber como otimizar o tempo para conseguir aproveitar mais junto aos pequenos e fazer com que a experiência longe de casa seja agradável.

Por isso, separamos 5 dicas para as mães e respondemos 2 dúvidas frequentes que costumam causar aflição.

Foto: Pixabay

Estruture uma rotina

A mãe costuma carregar incontáveis responsabilidades e atribuições relacionadas aos filhos e com a manutenção da casa. E a mãe que trabalha fora ainda acumula outras tarefas do trabalho.

Ter que pensar e executar as atividades a cada dia pode causar um esgotamento mental. Por isso, indicamos que seja feito um planejamento semanal. Ele vai depender da realidade de cada mulher, mas pode incluir, por exemplo:

  • Cardápio de almoço semanal;
  • Horário das crianças realizarem a tarefa de casa;
  • Momentos de descontração com os pequenos;
  • Horário das crianças irem para a cama.

Dessa forma, você não precisará tomar decisões a todo momento. E com o tempo, as próprias crianças já estarão adaptadas à rotina e a realizarão sem precisar de cobranças. Além de outros benefícios que a rotina traz para elas.

Conte com apoio especializado

Sabemos que você trabalha justamente para dar a melhor vida que puder para seus filhos.Você quer transformar a vida do seu filho em uma experiência que vale a pena ter vivido, que ele cresça cheio de boas lembranças.

Essa é uma tarefa desafiadora. Por isso, contar com apoio especializado é essencial. O Tomo dos Pais é um grande auxílio na maternidade. Consiste em um serviço de assinatura que envia, semanalmente, sugestões de:

  • Artigos sobre produtividade (como este!), saúde, comportamento…;
  • Filmes, animes, desenhos, livros e quadrinhos;
  • Atividades e experimentos científicos;
  • Dicas de apps, cursos e produtos;
  • E tudo mais que sua família pode precisar de conhecimento.

Com isso, você economiza dinheiro e tempo, aprenderá a lidar com dificuldades cotidianas, e ainda vai entender muito do mundo dos filhos, pois O Tomo dos Pais traz assuntos como TikTok, jogos online, etc.

Peça ajuda das crianças

Você pode estar pensando que essa dica é uma furada, pois as crianças mais atrapalham do que ajudam. Muitas vezes, isso pode sim acontecer.

No entanto, quando a ajuda se transforma em uma prática da família, com o tempo você conseguirá identificar o que seu filho consegue fazer bem e irá valorizar as habilidades dele.

Então, realize testes diferentes que condizem com a idade do seu filho, como:

  • Enxugar e guardar a louça;
  • Forrar a cama;
  • Arrumar a sala;
  • Colocar a mesa;
  • Colocar ração dos animais.

No início, será difícil para ambos. Por um lado, a mãe pode entender que aquilo está lhe custando mais do que se ela mesma fizesse. Por outro, o filho terá dificuldades de realizar.

Mas tudo isso faz parte do processo de aprendizagem que irá te ajudar em um futuro próximo. Além de incentivar a independência e outras habilidades importantes no seu filho.

Reserve um tempo para você

Falar para uma mãe reservar um tempo para si mesma envolve sentimentos como culpa e não-merecimento.

Após se tornarem mães, as mulheres passam a dedicar maior parte do tempo aos seus filhos e esquecem dos cuidados consigo mesmas. No caso da mãe que trabalha fora isso fica ainda mais evidente.

Porém, é importante programar pequenos momentos de “mimos” durante o mês. Para que você consiga descansar e tirar um momento para se reconectar com as suas próprias necessidades.

Pode parecer egoísmo mas na verdade é justamente o contrário. Se você estiver sempre cansada e sobrecarregada, você não poderá ser a melhor mãe e esposa possível para sua família.

Prepare tarefas lúdicas

Existem alguns desafios que tomam o tempo e a paciência da mãe. Podemos citar momentos em que o filho:

  • Não quer tomar banho;
  • Faz birra quando sai de casa;
  • Não quer ir à escola;
  • Se recusa a comer determinados alimentos.

Nesses casos, realizar tarefas mais lúdicas podem facilitar a sua missão. Quando adicionamos diversão a algo que aparentemente é chato para os pequenos, as coisas tendem a ficar mais fáceis.

Em uma newsletter do Tomo dos Pais foi sugerido um álbum de figurinhas que conta com 113 espaços. À medida que a criança experimenta cada alimento, ela recebe a figura relacionada a ele. Isso incentiva a criança a provar todo tipo de comida para conseguir completar o álbum de figurinhas.

Esse é só um exemplo dentre tantas dinâmicas e brincadeiras através das quais é possível deixar a rotina mais leve.

Perguntas frequentes de mães que trabalham fora

Mesmo oferecendo algumas dicas que facilitam o dia a dia, é comum que algumas dúvidas apareçam durante a rotina. Vamos responder a duas das mais frequentes:

Trabalhar fora vai atrapalhar o desenvolvimento do meu filho?

Não! Apesar da maioria das mães se sentirem inseguras com essa mudança, ela por si só não deve ser um problema.

O importante é que o tempo que puder passar com as crianças seja de qualidade e que a família conseguir encontrar um bom local ou pessoa para ficar com a criança.

Nesses casos, o filho pode até apresentar sinais positivos como maior independência, desenvolvimento da comunicação, menos timidez e estímulo da criatividade.

Vale ressaltar que nos primeiros meses a criança poderá apresentar sintomas emocionais — que podem ocasionar até mesmo febre — e ficar doente com maior frequência devido  ao contato com outros ambientes e crianças.

Tudo isso é normal e são reações da adaptação do corpo com a nova rotina.

Como ajudar a criança na adaptação de momentos longe da mãe?

Mudanças bruscas não costumam fazer bem nem mesmo aos adultos né? Então não espere que o seu filho fique tranquilo já no primeiro dia longe de você.

Mas existem algumas estratégias que podem facilitar esse processo:

  • Nos dias anteriores à mudança, explique repetidas vezes para a criança o que vai acontecer e como essa mudança vai ser muito boa;
  • No primeiro dia de distanciamento, tente passar um tempo junto à criança e à pessoa que ficará com ela nos momentos longe. Nos dias seguintes fique menos tempo, até chegar o momento que ficar longe da mãe será natural para o seu filho;
  • Deixe um objeto ou brinquedo familiar com a criança. Eles passam segurança e conforto.

Esse tempo de adaptação varia para cada criança. Então, evite comparar seu filho com outros.

A mãe que trabalha fora precisa tomar decisões difíceis. No entanto, com os nossos conselhos, você conseguirá passar por essa fase de uma forma mais leve e produtiva.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *